5 hábitos que você precisa incorporar na sua rotina

 Na pressa do dia a dia, esquecemos como podemos tornar o nosso cotidiano menos previsível. Ao incrementar algumas atitudes na nossa rotina, podemos não só torná-la menos automática, como também enriquecer a nossa vida, trazer um olhar mais romântico, dessa forma, a vida fica menos cinza e mais leve. Certamente que algumas podem ter alterações, principalmente se você tiver uma rotina muito corrida para evitar atrasos nas suas obrigações diárias. O que não deve te paralisar para fugir um pouco do caos diário. Os benefícios são muitos e, com certeza, valem organizar melhor seu dia para uma vida mais plena, que vale a pena ser vivida e não só sobreviver. Autocuidado não é luxo, é uma necessidade. Confira quais hábitos que você incluir agora:



1. Meditação

Esse momento é reservado para se concentrar e meditar. Pode se desapegar nesse instante de pensamentos limitantes de que meditação não é para você, que é só para pessoas "iluminadas", por favor! Eu sou o exemplo de uma pessoa que já foi diagnosticada com ansiedade, que parou várias vezes no hospital com crises de pânico, minhas crises simplesmente pararam e eu atribuo muito à meditação — além dessas outras práticas que eu menciono aqui.


Recentemente, o Daniel Goleman, Ph.D., escritor do livro campeão de vendas "Inteligência Emocional, a teoria revolucionária que redefine o que é ser inteligente" e que lançou mais um novo livro que mostra o porquê da meditação ser a melhor forma de gerenciar a sua mente! O "Por que meditamos" procura desmistificar o ato de meditar, em em uma entrevista ao Globo, o autor falou para não encararmos a meditação como uma dádiva, e sim como algo prático que deve ser prioridade na sua vida. E você não precisa cancelar nada na sua agenda, bastam apenas 5 minutos por dia.


Ao ser questionado sobre a dificuldade de parar com os pensamentos e relaxar para meditar, ele conta que tudo demanda prática, e tempo. "É trazer sua atenção para aquela única coisa. Você pode usar um mantra, um ritmo para a respiração. A grande luta será sempre com sua própria mente, com seus pensamentos. E você deve lembrar que todo mundo passa por isso e esse realmente é o desafio".

E um ponto muito interessante que vale a pena compartilhar: quando o psicólogo é questionado sobre aqueles que afirmam que não são o tipo de pessoa pra meditar. Como provar o contrário?

"Na vida, eu diria que o maior desafio para se tornar mais inteligente é controlar sua própria mente. Meditar ajudar você a gerenciar melhor sua mente. Hoje em dia temos muitos estudos que provam quantos benefícios podemos ter. A meditação deixa seu corpo mais calmo, o que significa que você pode lidar melhor com o stress e isso torna sua mente mais clara. Assim você pode receber melhor tais informação, entender melhor o mundo e tomar melhor as decisões. Não sei quem não quer isso. Acho que todo mundo precisa!".



2. Escrever um diário

A prática da escrita à mão vem caindo por conta dos avanços da tecnologia, smartphones, tablets e computadores, cada vez mais tomam conta de nossas vida. A agenda de papel foi sendo substituída pela agenda do celular, obviamente não nego a praticidade: muitas das minhas anotações são digitais, mas eu não largo o bom e velho caderno. Os ganhos que obtemos vão além de uma letra cursiva mais bonita, os benefícios cognitivos são imensos, algumas áreas do nosso cérebro são ativadas com muito mais facilidade, nossa concentração é ampliada, a criatividade flui melhor e reduz o estresse.


Você pode simplesmente escrever um diário relatando como foi seu dia antes de dormir, fazer reflexões, etc., que por si só ajuda a você a desenvolver a autoconsciência. Ou ao invés disso, montar um planner ou Bullet Journal. O Bullet Journal é um método de organização criado por Ryder Carroll. No site oficial, é definido como "uma prática de mindfulness disfarçada de sistema de produtividade. Foi pensado para ajudar você a organizar o seu 'o quê' enquanto você se mantém atento ao seu 'porquê'". Nele você organiza sua semana, cria lista de tarefas, quantifica o quanto bebe de água, controla hábitos, etc. Não precisa ser uma coisa super bonitinha de início, para criar o hábito, comece com simples listas com quadradinhos para marcar quando cumprir a tarefa. E ir aos poucos incorporando desenhos, washi tapes, canetinhas coloridas e aquelas coisas que vemos em perfis dos Instagram de papelaria, isso se for algo que deseja e fazer sentido para você, não é obrigatório. No livro mesmo, o criador ensina a fazer um BuJo bem minimalista, bem o oposto daquilo que se popularizou.


3. Exercício físico

"Mente sã, corpo são" essa frase você deve ter ouvido a vida toda. É uma expressão latina que surgiu da Sátira X do poeta romano Juvenal. No contexto, a frase é parte da resposta do autor à questão sobre o que as pessoas deveriam desejar na vida. A ciência é bem unânime sobre exercício físico e uma boa alimentação serem uma dupla imbatível para uma vida mais saudável e longeva. O que não significa uma vida de privações, tudo na vida é equilíbrio. E isso não é um convite para você entrar na academia para fazer musculação, a não ser que seja da sua vontade. Além da musculação existem outras práticas que ajudam a movimentar o corpo: dança, ioga, pilates, corrida, caminhada, esportes, artes maciais, cardio, etc... A lista vai longe.

Os benefícios fazer exercícios vão além dos estéticos, auxilia no sono, controla a ansiedade, reduz o estresse, diminui dores lombares, ajuda a prevenir doenças cardíacas, AVCs, diabetes tipo 2, fortalece o músculo cardíaco, além de reduzir a pressão arterial e aumentar os níveis de HDL (colesterol bom), diminuindo os níveis de LDL (colesterol ruim) e melhora na circulação sanguínea. A Organização Mundial da Saúde (OMS) recomenda de 75 minutos a 150 minutos de exercícios intensos semanais. Para começar, incorpore atividade física três vezes por semana. A medicina está a nosso favor, nos ajudando a ter uma maior expectativa de vida, mas não basta só chegar lá, tem que chegar com saúde e disposição.

No meu caso, eu me encontrei na Hatha Yoga e Mat Pilates, uma modalidade de Pilates que pode ser feita no tapete de ioga e até em casa. Alterno com elíptico — não é só os idosos que usam esse equipamento 😅 —, e como você deve ter percebido, foquei em exercícios de baixo impacto, porque machuquei meu joelho algumas vezes e por ter síndrome do túnel do carpo. O despertar que me fez começar a praticar exercícios regularmente foi quando as dores nas minhas costas se intensificaram e eu adquiri dor no pescoço paralisante, foram semanas tomando anti-inflamatórios. Ali eu vi o meu sedentarismo chegou ao extremo, eu sempre vivia sem energia para fazer minhas atividades diárias, estava insatisfeita com meu próprio corpo (ganhei 10kg na pandy) e vi que tinha que fazer algo para mudar. E se tem algo que eu odeio é depender dos outros, coisa que já estava acontecendo. De cara já percebi a melhora na qualidade de vida, as dores simplesmente sumiram, minha postura melhorou e me senti mais energizada!


4. Leitura

Em plena era da informação imediata, ler livros parece um martírio. Nossa mente está sendo moldada por algoritmos que nos levam a deslizar a tela sem perceber e cada vez mais para encher o bolso de big techs. E para piorar, crianças já estão crescendo nesse ritmo e crescem cada vez mais ansiosas, irritadas, intolerantes ao "não" e com dificuldades de concentração. É chocante o quanto as pessoas estão desatentas, cobram informações que já foram ditas e pedem explicação de coisas complexas em um reel de 1 minuto. Nossa sociedade cresce com uma ruma de leitores de manchetes, que querem opinar sobre tudo sem ao menos ler uma matéria inteira. Quando nos abrimos ao conhecimento, percebemos que não sabemos de tudo, nem nunca chegaremos a saber, é impossível. Mas, com humildade, podemos adquirir o máximo de conhecimento para poder entender como as coisas funcionam. E assim compreender melhor o mundo, que não se resume só a uma tela 16:9.

A leitura, como todo hábito, é adquirido pela repetição. Se você não cresceu em um ambiente onde a leitura era estimulada, não se sinta mal por isso, é possível reverter esse quadro em qualquer idade. Para começar a adquirir o hábito, inicie pelas leituras mais simples, como contos, se desafie criando metas e cronogramas (ex.: ler 10 páginas por dia, 12 livros em 1 ano, etc.), convide mais pessoas para esse ato, crie grupos e clubes do livro. É ótimo porque você cria um senso de comunidade, é incentivado por outras pessoas, entra em contato com outras obras e pode discutir, o que amplia a visão e facilita o aprendizado. Aproveite todo momento ocioso, até aquelas horas no transporte público para colocar a leitura em dia.



5. Praticar um hobby

Hobbies podem ser uma ótima maneira de colocar toda a sua criatividade, empatia e lado artístico para fora. Embora essas atividades acima possam ser consideradas um tipo de hobby, eu recomendaria você incluir mais um na sua lista. Claro que isso depende de vários fatores, incluindo dedicação, o importante é se desafiar e estimular o aprendizado contínuo. Que tal se inscrever num curso de culinária, desenho, artesanato, fotografia, um idioma novo, costura ou aprender a toca um instrumento musical? Colecionismo, pintura, jogos de tabuleiro/cartas/raciocínio lógico e fazer trilha são outras ótimas formas de passatempo. Outro hobby muito nobre é o trabalho voluntário. Certa vez, ouvi um conselho de um terapeuta que nunca esqueci: "Tenha hobbies, mas se o seu hobby vira um trabalho remunerado, arranje outros hobbies!". E é isso que você deve ter em mente, é vital ter uma vida além do trabalho, muitas vezes vemos pessoas que entram em depressão quando tem que se aposentar, porque a vida se resumiu a trabalhar. É importante que você aproveite mais tempo com a família e faça amigos fora do ambiente de trabalho, não se deixe levar pela cultura organizacional tóxica que aliena e leva milhões de pessoas ao Burnout.


Livros para se inspirar

  1. Por que meditamos: A ciência e a prática da clareza e da compaixão
  2. O método Bullet Journal: Registre o passado, organize o presente, planeje o futuro
  3. Hábitos Atômicos: Um método fácil e comprovado de criar bons hábitos e se livrar dos maus.
  4. O Poder do Hábito

Comente

Postar um comentário

✧ Não esqueça de comentar, sua opinião aqui vale ouro.
✧ Mantenha o respeito com a autora e os comentaristas.
✧ Com sua conta do Google ou como Nome/URL fica mais fácil de se identificar, mas para isso você precisa habilitar os cookies no seu navegador, senão seu comentário ficará automaticamente anônimo.
✧ Marque a opção Receber notificação para receber sua resposta por e-mail! ♡ Obrigada pela visita e volte sempre! ♡

▸ Vídeo Mais Recente

louiserichelle_

Richelle Castro | Blog de beleza, autocuidado, moda e mais!